domingo, 2 de outubro de 2011

RECEITA: Angu à Baiana

Eita, Dona Maria, dia de domingo é de de missa ou, como diria minha amiga, Sônia Passos, "dia de ver Deus"; que coisa boa, né? Pensando em missa, Deus, partilha, comunhão, lembrei de quando fiz minha primeira comunhão. Minha mãe me vestiu com um hábito todo branco e, após a missa, fomos almoçar no bar dos meus tios. Lembro como se fosse hoje minha tia Claire (cozinheira de mão cheia) preparando um típico prato carioca: angu à baiana! Nossa, eu amo esse prato. Então, como todo dia é dia de partilha, resolvi postar essa receita pra vocês. Só ficou faltando um ingrediente, que é o rim bovino. Mas, nem por isso deixou de ficar delicioso. Vamos anotar?

ANGU À BAIANA

INGREDIENTES

1 unidade de coração bovino cortado em cubos médios
1 kg de rabo bovino picado
500g de fígado bovino cortados em cubos médios
1 pacote de molho de tomate pronto
10 dentes de alho cortados em fatias
1/2 cebola grande picada em cubinhos
20 colheres sopa de óleo 
sal a gosto
3 pimentas de cheiro
Cheiro-verde a gosto

MODO DE FAZER

O ideal é fazer a rabada de véspera, para colocá-la na geladeira e tirar a maior quantidade possível da gordura dela. Infelizmente, não consegui fazer isso e, como meu tempo era curto, coloquei o rabo e o coração juntos na panela de pressão hoje mesmo. Ficou ótimo mesmo assim!

Em uma panela, coloque o coração e o rabo picados, água (não deixe a panela muito cheia. Eu coloquei uns quatro dedos de água pra baixo da marca da alça da panela). Coloque um pouco de sal (eu coloquei uma colher de sopa cheia). Tampe a panela e, assim que começar a chiar, conte, aproximadamente, 1h30min. Após, retire todo o vapor da panela antes de abri-la. Veja se os ingredientes estão cozidos. Reserve.

Numa panela grande, coloque o alho, a cebola e o óleo e deixe-os fritar até que fiquem dourados (figuras 3 e 4). Acrescente o fígado bovino picado (figura 5) e deixe-o dourar (figura 6). Em seguida, com o auxílio de uma escumadeira, acrescente o coração e o rabo que você já cozinhou na panela de pressão (figura 7). Coloque sal à gosto (como você já colocou sal na água do cozimento, é bom experimentar antes de colocar mais sal), mexa e acrescente a pimenta. Adicione o molho de tomate pronto (figura 8). Assim que ferver, coloque 1 xícara de água e 1 xícara da água que cozinhou o coração e o rabo (se você tivesse feito a rabada de véspera, poderia usar as duas xícaras da água do cozimento. Mas, como a rabada foi cozida hoje, o caldo ficaria muito gorduroso). Deixe ferver (figura 9). Experimente o sal. Desligue o fogo e salpique cheiro-verde. Sirva quente por cima do angu (postei uma receita de angu no dia 29 de setembro e uma outra com fubá de canjica, abaixo) - Figura 10 e 11. Fala sério, Dona Maria....uhmmmm...é de comer rezando!


Figura 1 - rabo bovino picado


Figura 2 - coração bovino picado


Figura 3


Figura 4


Figura 5


Figura 6


Figura 7



Figura 8


Figura 9


Figura 10


Figura 11


Hoje, fiz mais angu que no dia 29 de setembro. Por isso, vou passar a receita:

ANGU COM FUBÁ DE CANJICA

Em uma leiteira, coloquei 6 copos americanos de água, 12 colheres de sopa bem cheia de fubá de canjica, sal a gosto e 2 colheres de sopa rasa de óleo. Deixe engrossar e ferver bem até se despregar da penela. Quando isso acontecer, deixe borbulhar mais um pouco pra cozinhar bem o angu. Desligue e coloque em um prato ou refratário.

Bom apetite e um excelente domingo! Beijos.







Nenhum comentário:

Postar um comentário