quarta-feira, 21 de março de 2012

RECEITA: Pamonha da Roça

Hoje, amiga, vamos ver o passo a passo de uma receita típica da roça, mas que, infelizmente, corre o risco de cair no esquecimento um dia, porque, apesar de deliciosa, dá um certo trabalhinho pra fazer e a maioria da meninada de hoje não é muito fã de perder tempo (exceto com a internet), ainda mais quando se trata de conservar as tradições culinárias de família, né mesmo?

Então, arregasse as mangas, porque você vai aprender a fazer uma típica pamonha da roça! Não faz essa cara de preguiça, não, mulher! Fazer pamonha (principamente na roça) é a maior curtição, sabia? É um momento de grande descontração, quando você pode reunir amigos, parentes (isso se você não quiser colocar a mão na massa sozinha) e, enquanto trabalha, põe o papo em dia, conta "causos", ri, enfim, eu adoooro!

OBSERVAÇÃO: Como a quantidade de ingredientes depende do estado do milho (milho duro, mole...) e do número de sacos (cada saco de milho contém de 100 a 150 espigas), não há como dizer com precisão quantos produtos você vai gastar. Aqui na roça, quando se trata de pamonha, a gente costuma a fazer "pro rumo", ou seja, sem medida precisa. A DICA é: vai experimentando e vendo se o gosto está do seu agrado. Afinal, na roça ninguém faz 10 ou 20 pamonhas - faz, no mínimo, 200!


PAMONHA DA ROÇA

INGREDIENTES
  •  Espigas de milho (Nesta receita, usamos 2 1/2 sacos de milho. É milho pacas!)
  • Óleo, manteiga ou gordura de porco (Nesta receita, usamos 1 1/2 litro de óleo para cada massa - doce e salgada)
  • Sal a gosto
  • Açúcar a gosto (Nesta receita, para a pamonha de doce, usamos, aproximadamente, 1 1/2 kg de açúcar cristal)
  • Queijo Minas ou Mussarela em tiras não muito finas 
 MODO DE FAZER

Sem ofensas, mas por uma questão de praticidade, vou te ensinar e mostrar as fotos ao mesmo tempo, tá?

1) Corte a base das espigas:



2) Limpe e separe as palhas da espiga (jogue fora a primeira palha, porque, geralmente, é muito dura e suja). Reserve em uma bacia grande as palhas boas (limpas e sem rasgos):



 3)  Limpe as espigas e tire o cabelo do milho. Em seguida, retire o topo das espigas (onde não há grãos):


4)  Corte as espigas bem rente ao sabugo (ou rale da mesma forma, caso você não tenha uma máquina apropriada):




5)  Caso você não tenha utilizado um ralador (utiliza-se a parte mais fina do ralador), coloque o milho na máquina para moer, utilizando um soquete de feijão. Use uma bacia bem grande para armazenar o milho moído:



6)  Despeje a massa em cima em uma peneira e coe bem - passe a mão pelo milho moído e esprema-o até que todo o líquido da massa saia e caia em outra bacia, embaixo da peneira. Jogue fora o bagaço (o que sobra) do milho:




7)  Antes de temperar a massa, coloque água em uma panela bem grande, grossa e funda e deixe ferver.

8) Na mesma tigela que caiu o líquido do milho coado, tempere a massa. Se for pamonha de sal, tempere a massa com óleo BEM QUENTE e sal a gosto. Se for de doce, tempere com óleo BEM QUENTE, um pouquinho de sal e açúcar a gosto:





 8)  Pegue uma palha firme e faça um "copo", envolvendo as extremidades da palha nos quatro dedos de sua mão e dobrando a ponta, como se fosse uma fralda:




9) Encha este "copo" com a massa já temperada e coloque dentro uma fatia de queijo:



 10) Pegue outra palha (esta pode ser mais fina) e envolva o copo.



11) Dobre a ponta como se fosse um envelope:



12) Passe uma gominha em volta da pamonha, dando duas voltas:




13) Coloque as pamonhas em água fervente até que as palhas amarelem e fiquem firmes:



14) Retire a pamonha da panela e, com a ajuda de um garfo (porque que a pamonha está muiiitoo quente), tire a gominha e a palha:



 15) Por fim, ajoelhe, Dona Maria, e coma rezando! "Eita, lasqueira!"


Observação: Essa receita rende 150 pamonhas, aproximadamente.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir